Diminuição dos Terrenos Agrícolas

O objectivo corporativo mais ambicioso da Bayer é melhorar a vida das pessoas com novas descobertas científicas. A alimentação da população global é uma parte fundamental.

 

Os fatos são um motivo de preocupação - cerca de 800 milhões de pessoas passam fome. E a população mundial deverá crescer mais de dois mil milhões até 2050. Para alimentar essas pessoas, os agricultores em todo o mundo terão de aumentar a produção agrícola em 60 por cento. Enquanto a população está a crescer, a quantidade de terra disponível per capita está a diminuir.

Em 1950, o valor era de 5.100 m2 por pessoa, mas em 2050 vamos ter de nos contentar com 2.000 m2 cada - pouco mais de um quarto do tamanho de um campo de futebol. A situação torna-se ainda mais difícil pelo fato de que a qualidade da terra diminui a cada ano devido a fatores como calor, secas, inundações, salinização, erosão e urbanização.

 

Tendências globais dos alimentos

 

As equipas de investigação da Bayer e os especialistas em agricultura estão a trabalhar diariamente, nos seus laboratórios e no campo, neste desafio global. "Os nossos funcionários estão a ajudar os agricultores em todo o mundo com inovações e know-how", diz Liam Condon, membro do Conselho de Administração da Bayer. "O objetivo comum é alcançar rendimentos consistentemente mais elevados da terra disponível. Que se aplique a produtos hortícolas e frutas, assim como a alimentos básicos, como arroz e trigo ", acrescenta. Os principais componentes da carteira Bayer neste contexto incluem sementes, química e a protecção das culturas biológicas, serviços e aconselhamento profissional.

zitat-liam-condon-220x220
Os nossos funcionários estão a ajudar os agricultores em todo o mundo com inovações e know-how.
Liam Condon
,
membro do Conselho de Administração da Bayer

Tudo começa com Sementes

Os cientistas da Bayer utilizam novas técnicas de alta tecnologia de melhoria convencional para desenvolver plantas robustas que ofereçam excelente qualidade e rendimentos elevados, mesmo em condições difíceis.

Na Ásia, por exemplo, que acolhe 90 por cento do arroz do mundo, a Bayer oferece sementes que lidam melhor com o calor, secas, inundações e salinização. Em 2016, será lançada uma nova semente de arroz, que sobreviverá debaixo de água durante 14 dias. E em 2017, será introduzido uma variedade de semente capaz de tolerar o dobro do nível de salinidade do que as atuais sementes disponíveis. Desta forma, os campos na Ásia que poderiam ser perdidos como resultado das mudanças climáticas ainda serão utilizados para a produção de arroz no futuro.

Os problemas climáticos também estão a pressionar os rendimentos do trigo e a criar grandes desafios para a Bayer. A empresa está, portanto, a investir um total de 1,5 mil milhões de euros em pesquisa e desenvolvimento entre 2010 e 2020, de forma a encontrar novas soluções para o trigo, incluindo o desenvolvimento de variedades de trigo resistentes que são capazes de suportar ondas de calor e períodos de seca. Espera-se que os agricultores tenham acesso a variedades de trigo híbrido que sejam mais robustos e produzam rendimentos mais elevados a partir de 2023.

Para além das sementes resistentes, a Bayer também oferece aos agricultores soluções biológicas para proteger as culturas importantes contra diversos fatores químicos e de stress. Por exemplo, o grão de culturas como arroz, trigo e milho pode ser revestido com um líquido especial que protege a delicada semente e faz com que a planta tenha um bom começo na sua fase de crescimento inicial, quando é particularmente vulnerável a pragas e doenças. Uma vez que a semente rompa a camada superior do solo, as ervas daninhas ameaçam o seu crescimento e roubam a luz, os nutrientes e/ou a valiosa humidade do solo. Herbicidas eficazes dão às plantas espaço para se desenvolverem e ajudam-nas a fazer o melhor uso possível dos recursos limitados do solo.

 

Todos os conselhos profissionais

A Bayer vê-se como um parceiro completo para a agricultura sustentável. A empresa, não só desenvolve tecnologias inovadoras de sementes e fitofarmacêuticos, mas também treina os agricultores a usá-los de forma eficiente e ambientalmente amigável.

Este conselho profissional faz parte integrante da carteira orientada para o cliente e permite que até mesmo pequenos proprietários pratiquem o desenvolvimento sustentável e aumentem os seus rendimentos a partir da terra existente. Jiande Lv, da aldeia chinesa de Daying, é um exemplo. Ele já trabalha com a Bayer há sete anos e está muito feliz com o apoio que tem recebido. "Acho que a minha colaboração com a Bayer como conselheira tem sido muito útil. Mr. Zhao Xingyu vem cá para nos aconselhar e organiza regularmente formação que nos ajuda a optimizar os nossos métodos de cultivo ", diz. Isto permitiu que Jiande Lv melhorasse os seus rendimentos significativamente nos últimos anos.